Como cuidar da Columéia Batom?

4.9
(60)

A Columéia Batom (cujo nome científico é Aeschynanthus radicans) está entre os tipos de flores da espécie Columéia, junto da sininho, batom, crespa, peixinho (que já foi tema de um artigo aqui do blog), entre outras.

Essa planta apresenta flores em formato de tubo (e, por isso, o nome relacionado a batom – devido a semelhança física).

São flores com uma cor vermelha bem forte e chegam a 4 centímetros de comprimento. É muito comum que ela comece seu desenvolvimento na estação da primavera e siga nesse processo até o outono, sendo muito utilizada por beija-flores nesses períodos.

Se você gostou da Columéia Batom e quer saber como cultivar essa linda planta aí na sua casa, já sabe, não é? É só continuar lendo o artigo abaixo e aproveitar bastante todas as dicas.

Taxonomia da Columéia Batom

  • Reino: Plantae
  • Divisão: Magnoliophyta
  • Classe: Magnoliopsida
  • Ordem: Lamiales
  • Família: Gesneriaceae
  • Gênero: Aeschynanthus
  • Espécie: são mais de 214 espécies dentro desse gênero, sendo as principais:
  • Aeschynanthus hildebrandii
  • Aeschynanthus lobbianus
  • Aeschynanthus micranthus
  • Aeschynanthus radicans (a Columéia Batom, foco desse conteúdo)
  • Aeschynanthus speciosus.

Características da Columéia Batom

Fonte: Cantinho Verde

Assim como outras espécies do gênero, a Columéia Batom é bastante ramificada e cada um de seus ramos podem chegar a medir cerca de 1 metro de comprimento – é por isso que, inclusive, muitas pessoas utilizam essa planta em vasos suspensos para dar um destaque aos ramos.

Além de usá-la suspensa para fins decorativos, a Columéia Batom é uma flor interessante para ficar no alto também devido aos beija-flores que estão sempre por cercá-la.

É uma planta que prefere locais com sombra e luz indireta – normalmente, sol forte demais prejudica essa planta e, inclusive, pode queimar suas flores. Além disso, a Columéia Batom gosta de um solo bem drenado e com matéria orgânica rica em nutrientes: tudo para oferecer o melhor para as suas flores se desenvolverem.

O que pode acontecer bem comumente é que, diante de um solo com baixa drenagem, a Columéia Batom começa a soltar as folhas de forma muito fácil (apenas com um simples toque). Se isso acontecer com a sua, fique atento! É um sinal de que a planta está recebendo mais água do que consegue comportar.

Uma parte interessante da Columéia Batom é que ela não tem necessidade de troca de vasos e/ou ambientes. Sendo assim, você consegue mantê-la no mesmo lugar que plantou pela primeira vez sem problema algum.

Falaremos dos tópicos sobre cuidados mais a frente, no entanto, já é interessante alertar para o excesso de adubação nessa flor. Normalmente, a planta indica que está recebendo nutrientes demais quando as folhas se tornam avermelhadas – gerado pelo estresse causado pela grande “quantidade de informação” dos adubos.

Um outro fator que também pode causar uma mudança de coloração nas folhas da Columéia Batom é o excesso de sol direto. Esse é um ponto bastante comum de acontecer.

Como cuidar da Columéia Batom?

Fonte: PlantaSonya

Agora que já abordamos a respeito das características principais da Columéia Batom, vamos falar um pouco sobre pontos importantes para mantê-la sempre bonita e desenvolvida? Acompanhe as dicas abaixo!

Clima

É uma espécie que responde bem a alguns tipos de clima, sendo eles: equatorial, tropical e subtropical. O ideal, no entanto, é mantê-la em uma temperatura mais amena, entre 18ºC a 20ºC, por exemplo – já que é sensível tanto ao calor quanto ao frio extremo. 

A flor, de forma geral, gosta de locais iluminados com a luz difusa e com sol indireto. Um ponto que pode ser interessante é reparar nos caules – se eles estiverem alongados demais e com poucas flores e folhas, pode ser que a planta esteja recebendo pouca ou quase nenhuma luminosidade comparado ao que precisa.

Além disso, a Columéia Batom gosta de ambientes quentes mas que tenham um bom grau de umidade.

Rega

As regas da Columéia Batom podem ser espaçadas porém regulares – isso em períodos mais quentes. O ideal é sempre deixar o substrato úmido mas não encharcado. Em climas mais frios, diminua a frequência mas não deixe o solo secar.

Um ponto importante é evitar água muito fria para a irrigação da planta. Assim, o ideal é usar uma água com temperatura ambiente a morna.

E, claro, lembre-se sempre de observar a planta e analisar se o substrato está dando conta de drenar toda a quantidade de água colocada nela, até porque, a Columéia Batom não tolera excessos nesse sentido.

Solo

O substrato ideal para a Columéia Batom é um mais soltinho, fresco e fertil. É interessante misturar o substrato com fibra de coco, musgo, casca de árvores e turfa para deixá-lo ainda mais propício para o desenvolvimento da flor.

Poda

A poda da Columéia Batom está relacionada ao seu controle de tamanho apenas. Dessa forma, você pode realizar esse processo no período em que preferir e  a depender da evolução da planta.

Corte os galhos que ficam pendurados e cuidado para não tornar um deles inativo através de um corte feito incorretamente.

Adubação

O ideal é adubar a Columéia Batom quando ela já estiver bem desenvolvida e estabelecida. Inclusive, de preferência, o adubo deve ser orgânico e rico em fósforo – o que estimula a floração da planta.

Esperamos que o artigo sobre a Columéia Batom tenha sido útil e, qualquer dúvida, não esqueça de deixar nos comentários. Aproveite o tempo no blog e leia também sobre a Palmeira Veitchia!

O que você achou desse conteúdo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.9 / 5. Número de votos: 60

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

2 comments

    1. Olá Nilza! Existem vários fatores que podem causar a queda dos botões da sua Columeia batom. Alguns possíveis motivos incluem:

      Falta de água: A falta de água pode afetar a produção de flores na Columeia batom. Certifique-se de que a planta esteja recebendo água suficiente.

      Luz insuficiente: A Columeia batom precisa de muita luz para florescer. Se ela estiver em um local com pouca luz, pode não produzir botões ou eles podem cair.

      Temperatura: Temperaturas extremas, tanto muito quentes quanto muito frias, podem afetar a produção de flores na Columeia batom.

      Estresse: Outros fatores que podem estressar a planta, como mudanças repentinas de localização ou mudanças na rega, também podem causar a queda dos botões.

      Esperamos te ajudar com essas dicas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *