Saiba mais sobre a Calathea ornata ou Maranta riscada!

5
(9)

Antes de começar o artigo, é importante ressaltar o seguinte: existe uma confusão muito grande sobre o que é maranta e o que é calathea. Como são plantas muito parecidas, elas costumam ser chamadas por ambos os nomes.

O que acontece é que popularmente, essas espécies de folhas largas são conhecidas como Marantas, enquanto cientificamente, tem o nome Calathea. Porém, como existe um gênero de Marantas, o inverso também acontece.

O mais importante aqui é saber que todas elas fazem parte da família Marantaceae e, nesse caso, são muito parecidas e têm tratamentos equivalentes. Sendo assim, não há tantas preocupações quando estamos pensando no quesito cultivo.

Dito isso… vamos ao artigo!

Se você acompanha o nosso blog, provavelmente notou que postamos recentemente sobre mais um tipo de Calathea, a orbifolia. Além dela, também já falamos um pouco sobre a triostar. Hoje, nosso foco será em outra dessa mesma família, a chamada Calathea ornata ou Maranta riscada.

Assim como as outras já citadas, também é recomendada para pessoas que estão começando a se aventurar na jardinagem, pois é fácil de cuidar e, além disso, é uma ótima opção para decoração interna.

Também chamada de Maranta riscada, como já mencionado, essa é uma espécie de planta herbácea que possui folhas grandes com formato oval e ligeiramente pontiaguda. As folhas, inclusive, são de coloração verde bem escuro e possuem linhas retas róseas aos lados da nervura central.

A Calathea ornata pode alcançar cerca de 90 centímetros de altura quando cultivada da melhor forma. Atinge, porém, o mínimo de 30 centímetros. Em relação a floração, costuma ser esporádica. Eventualmente, e desde que haja uma temperatura e umidade mais altas, a planta pode gerar inflorescências espigadas e, delas, flores de coloração branca e violeta são vistas.

Além disso, pode-se afirmar que a Calathea ornata é nativa das Guianas, Colômbia, Equador, Venezuela, porém, também é originalmente brasileira, assim como outras. Super bem adaptável, ela é capaz de viver bem em climas variados.

A melhor parte? A Calathea ornata é fácil de ser encontrada e você pode adquiri-la em lojas de paisagismo, tanto presencial quanto online.

E então? Já se interessou por essa planta incrível e muito bonita? Se sim, acompanhe o artigo abaixo para saber mais sobre seus cuidados. Boa leitura e aproveite! 😉

Taxonomia da Calathea ornata

  • Domínio: Eukaryota;
  • Reino: Plantae;
  • Clado: Traqueófitas;
  • Clado: Angiospermas;
  • Clado: Monocotiledôneas;
  • Clado: Commedlinídeos;
  • Divisão: Magnoliophyta;
  • Ordem: Zingiberales;
  • Família: Marantaceae;
  • Gênero: Calathea;
  • Espécie: Calathea ornata.

A família Marantaceae é conhecida como “família araruta” – com 31 gêneros diferentes de plantas com flores. Dentro dela, são cerca de 530 espécies que podem ser encontradas na África, Ásia e nas Américas em geral – onde estão cerca de 80% das espécies.

O Calathea, por sua vez, é um gênero presente na família Marantaceae e é caracterizado, principalmente, pelas suas espécies com grande apreço ornamental – inclusive, em ambientes interiores.

A parte mais interessante é que existem cerca de 60 espécies registradas nesse gênero até o momento e praticamente todas elas têm possibilidade de serem cultivadas nas casas e fazerem parte da decoração interior.

Algumas, como no caso da Calathea ornata, apresentam detalhes que fazem com o que uso no décor seja ainda mais recomendado – como no caso dos detalhes das folhas já citados.

Além disso, são plantas herbáceas – ou seja, são compostas por uma estrutura de caule macio, maleável e tem seu ciclo de vida perene, anual e bianual também, podendo apresentar flores ou não. No caso, a Calathea apresenta floração esporádica, como já comentado.

Atualmente, entre as 60 existentes que citamos, destacamos as seguintes espécies:

  • Calathea anderssonii H.Kenn.
  • Calathea anulque H.Kenn.
  • Calathea asplundii H.Kenn.
  • Calathea barryi H.Kenn.
  • Calathea brenesii Standl.
  • Calathea cesariata H.Kenn.
  • Calathea calderon-saenzii H.Kenn. & M.Serna
  • Calathea carlae H.Kenn.
  • Calathea casupito (Jacq.) G.Mey.
  • Calathea chiriquensis H.Kenn.
  • Calathea cofaniorum H.Kenn.
  • Calathea confusa H.Kenn.
  • Calathea congesta H.Kenn.
  • Calathea croatii H.Kenn.
  • Calathea crotalifera S.Watson
  • Calathea erythrolepis L.B.Sm. & IdroboGenericName
  • Calathea fredgandersii H.Kenn.
  • Calathea fredii H.Kenn.
  • Calathea galdamesiana H.Kenn. & Rod.Flores
  • Calathea gentryi H.Kenn.
  • Calathea grandifolia Lindl.
  • Calathea guzmanioides L.B.Sm. & IdroboGenericName
  • Calathea hagbergii H.Kenn.
  • Calathea harlingii H.Kenn.
  • Calathea inscripta (W.Bull) NEBr.
  • Calathea ischnosiphonoides H.Kenn.
  • Calathea jondule H.Kenn. & Hammel
  • Calathea lanibracteata H.Kenn.
  • Calathea lanicaulis H.Kenn.
  • Calathea Louisae;
  • Etc.

Características da Calathea ornata


Fonte: Leaf&Clay

A Calathea ornata, como comentado, tem sua origem também aqui mesmo no Brasil – mais especificamente na região do Amazonas. No entanto, também pode aparecer em outros países da América do Sul, como Argentina, Bolívia e Chile, por exemplo.

Normalmente, em seu habitat natural, estão sempre acompanhadas de grandes árvores com copas enormes. Dessa forma, essa espécie acaba por preferir luz mediana e não direta. Meia sombras, portanto, são excelentes para o cultivo da Calathea ornata – muita luz solar pode danificar suas folhas e gerar embotamento na sua coloração.

Em relação a temperatura, é possível destacar que a Calathea ornata vive bem em torno de 15 e 24ºC, apesar de aguentar até cerca de 28ºC. Climas acima disso podem prejudicar o desenvolvimento da planta, que começa a enrolar suas folhas para evitar perda de água – daí também vem o apelido de “rezadeira”.

Sobre especificidades de cultivo

A Calathea ornata é uma planta de fácil cultivo, no entanto, requer algumas especificidades importantes para o seu desenvolvimento. Entre eles:

  • Níveis de umidade relativa do ar: casas e apartamentos costumam ser mais secos e, nesse sentido, a Calathea ornata pode sofrer com a falta de umidade. Para melhorar esse ponto, você pode usar um umidificador perto dela ou borrifar água em suas folhas sempre que for fazer o processo de rega;
  • Atenção ao estado de suas folhas: um sinal de que a umidade está, de fato, afetando o desenvolvimento da planta é o “enrolar das folhas” que comentamos acima. Além disso, o ressecamento das extremidades também pode acontecer. 

Sobre pragas e doenças

Em relação a pragas e doenças, é possível destacar que as que mais atingem a Calathea ornata são aquelas relacionadas ao excesso de umidade (sim, apesar de ser uma espécie que precisa de ambiente mais úmido, o excesso disso pode causar problemas).

Dessa forma, fungos, manchas e oídos podem aparecer em suas folhagens quando a rega acontece de forma demasiada. Suas raízes também ficam suscetíveis ao apodrecimento, justamente devido a essa questão de umidade.

Pulgões, cochonilhas, moscas brancas e as chamadas “tripes” também podem ser uma questão no momento do cultivo da Calathea ornata. Infelizmente, essas pragas podem chegar a todas as plantas, mas, no gênero Calathea, isso é um pouco mais comum.

Sobre vasos para a Calathea ornata

Em relação a vasos para o cultivo da Calathea ornata, é possível indicar aqueles de plástico e com furos no fundo. Vasos feitos de argila, por exemplo, não são uma boa opção porque acabam secando rapidamente e essa espécie precisa de certa umidade.

Além disso, é sempre importante que a quantidade de furos no fundo do vaso seja capaz de realmente drenar toda a água – justamente para que não haja problemas com apodrecimento.

Como cultivar a Calathea ornata?


Fonte: Pixabay

Por ser uma planta com valor ornamental e com possibilidade de ser encontrada em lojas comuns de paisagismo, a Calathea ornata (assim como as outras de sua espécie) pode ser comercializada presencialmente mas também de forma online.

A propagação dessa espécie é bem difícil, principalmente quando feita através de sementes e estacas. Dessa forma, para propagar a Calathea ornata, você usará o método de divisão de touceiras (extensão do caule que, quando plantado, gera uma nova muda). Com o tempo, a planta vai emitindo novos brotos laterais.

Em relação a preços, é possível encontrá-la já propagada em em mudas, principalmente. Uma muda, nesse caso, pode ser encontrada a partir de R$80,  a depender do tamanho e idade da planta também.

Como cuidar da Calathea ornata?


Fonte: The Palm Centre

Agora que já falamos sobre as características principais da Calathea Calathea ornata, vamos falar um pouco sobre os cuidados mais importantes para mantê-la sempre bonita. 

Lembre-se que são esses cuidados que garantirão que a planta viva por bastante tempo, então, atente-se a eles.

Vamos às dicas? É só acompanhar abaixo! 😉

Clima

Assim como várias da mesma espécie, a Calathea ornata se dá bem com alguns tipos de clima, sendo eles, principalmente: tropical, subtropical e equatorial também. Isso se dá, justamente, pelo seu habitat natural – já que é uma planta também brasileira.

Apesar disso, o ideal é mantê-la em um ambiente mais ameno, ligeiramente úmido e com incidência de sol razoável – de forma direta ou indireta. Climas mais amenos (entre 15ºC e 24ºC), como já mencionado, são ótimas opções para seu cultivo. 

Não tolera extremos, tanto de frio quanto de calor. Dessa forma, é importante tomar cuidado, principalmente, com o sol direcionado para a Calathea ornata. Suas folhas podem facilmente queimar. 

Rega

As regas da Calathea ornata precisam ser frequentes e regulares. No caso, durante o período do verão, o ideal é que aconteça ao menos uma vez ao dia. É importante que seu substrato se mantenha úmido. 

A regularidade da irrigação se dá também a partir do substrato – você só deve fazer o processo quando ele estiver totalmente seco.

Para isso, a técnica do “dedometro” (que consiste em colocar o dedo no substrato) é uma boa opção para ser usado. Se o seu dedo sair sujo, ainda não é o momento de colocar água na Calathea ornata.

Solo

O substrato ideal para o cultivo da Calathea ornata é aquele bem aerado, rapidamente drenável e rico em matéria orgânica – como se fossem réplicas do solo das florestas tropicais.

Dessa forma, incluir húmus de minhoca ou esterco curtido à terra vegetal pode ser uma boa opção. Além disso, areia, fibra de coco, casca de pinus bem triturada, terra vegetal e vermiculita são igualmente satisfatórios no cultivo.

Poda

A poda da Calathea ornata está relacionada ao seu controle de tamanho apenas – já que não tem muitas ramificações. Dessa forma, você pode realizar esse processo a cada 6 meses, a depender da evolução e desenvolvimento da planta.

Além disso, certifique-se de sempre manter a manutenção da planta e tirar as folhas mais secas ou queimadas para deixá-la sempre bonita e com aparência saudável. 

Adubação

A fertilização da Calathea ornata é muito bem-vinda, como já comentado. O adubo com ureia ou esterco de boi, por exemplo, podem ser utilizados de forma diária sem nenhum problema.

Além disso, cascas de orquídeas, coco e adubos orgânicos em geral também são boas opções. Opte por fazer esse processo sempre que possível, mas cuidado com exageros.

Esperamos que o artigo sobre a Calathea ornata tenha sido útil e, qualquer dúvida, não esqueça de deixar nos comentários. Aproveite o tempo no blog e leia também sobre o grupo de plantas Hera!

O que você achou desse conteúdo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 9

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *